Category Archives: Kiwi

A história do kiwi

 

Nome da fruta – Kiwi

Nome científico – Actinidia chinensis Planch

Família botânica – Actinidiaceae

Categoria

Origem da fruta – China

Características do kiwizeiro – Trepadeira que necessita de tutoragem. Planta dióica, isto é, flores masculinas e femininas em indivíduos diferentes.

Fruto do kiwizeiro – O kiwi é um fruto tipo baga, alongado, com casca de coloração marrom, recoberta de pelos. O kiwi tem a polpa carnosa, verde, ácida, envolvendo muitas sementes pretas.

Frutificação do kiwizeiro – Durante o ano todo.

Propagação do kiwizeiro – Semente, estaca, mergulhia e enxertia.

A história do kiwi

Temos muito a agradecer à Nova Zelândia por ter apresentado o kiwi ao mundo, ainda que tardiamente, o que ocorreu apenas na década de 1970. Até então, planta e fruta permaneceram esquecidos em seu país de origem, a China. Por séculos, os chineses conviveram lado a lado com as trepadeiras onde nasciam os kiwis sem lhes dar nenhuma importância. Não se sabe exatamente porque, mas consta que nos livros tradicionais de culinária da China, mesmo nos de botânica, muito raramente a planta ou seu fruto são mencionados.

Foi preciso que um neozelandês fosse buscar a fruta, levando-a ao seu país. Ali, começou a tratar o kiwi, melhorando-o através de cruzamentos de diferentes variedades silvestres, até torná-la a fruta tão apreciada como merece. A Nova Zelândia ganhou, assim, o direito de nomeá-lo: kiwi é o nome de uma ave estranha, de plumagem do tipo penugem parecida com a casca do kiwi, simbolo daquele país.

Polpa do kiwi e suas sementes

Por baixo de sua casca fina e amarronzada, áspera e peluda, esconde-se uma polpa levemente ácida e também adocicada, de sabor bastante equilibrado. Seu aspecto é invejável: o resistente miolo central da fruta, que tem uma límpida coloração creme de desenho raiado, pontilhado de pequeninas sementes negras, é circundado por uma carne suculenta e verde, das mais refrescantes.

A partir de então, ocorreu uma trajetória de sucesso quase fulminante: a fruta vem encantando todos os povos onde se apresentou, disseminando-se pelos recantos do planeta. Rapidamente, o cultivo do kiwi assumiu importância comercial em vários países, tanto pelo movimento de importação e exportação como pelos altos lucros que tem proporcionado a  seus produtores. E foi justamente o aproveitamento culinário da fruta que comandou esse alastramento: de um dia para o outro, o kiwi tornou-se um requisitado ingrediente nos mais variados pratos, salgados ou doces, como protagonista ou coadjuvante, como elemento decorativo ou mesclado a outros ingredientes, dando-lhes refresco e sabor.

Kiwizeiros carregados

No Brasil, em particular, além de consumido ao natural, o kiwi vem ganhando tradição como fruta própria para a caipirinha – a bebida-símbolo nacional – e para a confecção de doces e tortas. Esse sucesso certamente não foi por acaso, pois a fruta de fato merece todos os louvores.

Equilíbrio em qualidade, eis o segredo do kiwi. A casca, apesar de não ser tão bonita quanto o interior da fruta, é fundamental para a manutenção desse equilíbrio: ela é responsável pela longa durabilidade do kiwi, que consegue manter as suas características por até oito semanas em local fresco e até por seis meses, se perfeitamente refrigerado e ensacado.

Símbolo da Nova Zelândia, o Kiwi deu nome a fruta

Certamente, essa enorme constância e a semelhança entre todos os kiwis – às vezes apenas um pouco mais arredondados ou mais alongados – são realmente surpreendentes. Mas nem sempre foi assim, o que talvez explique por que os chineses nunca se interessaram por seu cultivo. Quase todos os kiwis comercializados no mundo pertencem a uma única variedade e, mais surpreendentemente, a um único cultivar, conhecido como Haywards. Um monopólio raro de ser encontrado em outras frutas comerciais.

No Brasil, o kiwi geralmente é cultivado lado a lado com a uva, dividindo espaço com as parreiras. Sendo fruta que se adapta melhor a climas subtropicais e temperados, o kiwi vem ganhando cada vez mais espaço em plantios de pequenos proprietários da região Sul do país. Na pequena cidade de Farroupilha, no Rio Grande do Sul, inclusive, já se realiza anualmente a Festa Nacional do Kiwi.

Fonte: Livro Frutas Brasil Frutas

Os benefícios do kiwi para a saúde

Os benefícios do kiwi para a saúde

Vantagens do consumo de kiwi

  • Excelente fonte de vitamina C
  • Boa fonte de potássio e fibras
  • Pode ser usado como amaciante de carnes

Por fora, o kiwi se parece com um ovo marrom felpudo. Por dentro, sua polpa verde reluzente é salpicada por um anel de pequenas sementes pretas. Tem um sabor diferente, um pouco azedo, com leves toques de frutas silvestres.

Originária da China, o kiwi era conhecido como a groselha chinesa até que fruticultores da Nova Zelândia o rebatizaram com o nome de sua ave nacional e começaram a exportá-lo. Até pouco tempo, o kiwi era considerado uma fruta exótica, mas atualmente é cultivado no Brasil e é cada vez mais comum. O kiwi deve ser colhido verde e pode ficar armazenado de seis a dez meses, o que o torna uma fruta que pode ser encontrada durante o ano todo. O kiwi maduro é comido cru, e até mesmo a casca pode ser ingerida, desde que se removam os pêlos.

Um kiwi de tamanho grande fornece 80 mg de vitamina C e tem altos teores de fitoquímicos. Uma fruta grande, de 115 g, contém mais de 100 mg. Também fornece boa quantidade de potássio e de pectina, uma fibra solúvel que ajuda a controlar os níveis de colesterol no sangue. Os kiwis contém luteína e zeaxantina, antioxidantes associados à saúde dos olhos. Uma porção de 115 g tem apenas 70 calorias.

O kiwi contém actinidina, uma enzima que é um amaciante natural de carne. A fruta também pode ser usada na vinha-d’alhos para amaciar carnes mais duras. Esfregar um pedaço de carne com kiwi cortado e deixar repousar por 30 a 60 minutos antes de cozinhar irá amaciar a carne, sem que o sabor do kiwi penetre nela. Esta enzima também não deixa a gelatina endurecer e talha o leite e o creme de leite. Esses efeitos podem ser evitados escaldando-se a fruta antes. entretanto, não cozinhe demais a fruta, pois ela amolece rapidamente.

Valor nutricional do kiwi

Quantidade 1 kiwi
Água (%) 83
Calorias 45
Proteína (g) 1
Gordura (g) Traços
Ácido Graxo Saturado (g) Traços
Ácido Graxo Monoinsaturado (g) 0,1
Ácido Graxo Poliinsaturado (g) 0,1
Colesterol (mg) 0
Carboidrato (g) 11
Cálcio (mg) 20
Fósforo (mg) 30
Ferro (mg) 0,3
Potássio (mg) 252
Sódio (mg) 4
Vitamina A (UI) 130
Vitamina A (Retinol Equivalente) 13
Tiamina (mg) 0,02
Riboflavina (mg) 0,04
Niacina (mg) 0,4
Ácido Ascórbico (mg) 74

Fruta – Kiwi

Nome da fruta: Kiwi
Nome científico: Actinidia deliciosa
Família: Actinidiaceae
Categoria: Semiácida

O kiwi é muito rico em vitamina C (duas vezes mais que a laranja). Essa vitamina é fundamental para que o nosso organismo possa produzir colágeno. A fruta é uma fonte considerável de betacaroteno. Rico em potássio, magnésio e ácido fólico (muito importante na dieta das grávidas). Contém uma enzima – a actinidina – que ajuda a digestão. O kiwi possui quantidades menores de outros nutrientes como vitaminas B2, B5, B6, e A, que reproduz as células, agindo no combate às rugas. Minerais: cálcio, zinco, ferro, fósforo e ácido pantotênico. Aminoácidos: glutamato e arginina.

Possui capacidade antioxidante, efeitos anticancerígenos e anti-inflamatórios  e leves efeitos laxativos. Contribui também para equilibrar a tensão arterial, aumenta as defesas do organismo na prevenção das gripes e constipações e faz bem a todo o sistema cardiovascular.

É uma das poucas frutas de coloração verde quando madura, sendo a clorofila responsável por essa cor. A clorofilina, derivada da clorofila, é um potente inibidor da aflotoxina B1, uma substância cancerígena.
O kiwi pode ser ingerido ao natural e em qualquer hora do dia.