Nome da fruta: Caqui
Nome científico: Diospyros kaki
Família: Ebenaceae
Categoria: Doce

É uma fruta vermelha, muito saborosa, rica em nutrientes e, acima de tudo, com propriedades medicinais incríveis que você descobrirá em sua doce e carnuda polpa.
Possui as vitaminas A, B1, B2, B5, e C. Sais minerais: fósforo, potássio, cálcio, sódio e mucilagens. Proteínas e fibras.
A pele do caqui pode ser ingerida naturalmente, pois é nela que estão contidas as fibras e a vitamina C. Lavá-los bem, lembrando que só devem ser lavados no momento em que forem ingeridos, caso contrário, azedam. Existem variedades que, ao comermos, “travam” na boca. Isso se deve ao grande teor de tanino. 100 gramas de caqui têm 78 calorias.
O caqui tem licopeno, um pigmento vermelho de muita importância para a saúde porque previne o câncer de prostata. Essa substância é também encontrada em maiores concentrações em alimentos como a goiaba vermelha madura, na melancia com sementes (tem maior concentração), no tomate, no pólen de abelhas etc.
Essa fruta tem propriedades calmantes, vermífugas, antianêmicas e laxativas. Combate a gastrite, previne problemas do fígado, melhora as vias respiratórias, é um excelente alimento no restabelecimento de tuberculosos, desnutridos e descalcificados. Ingerir de 3 a 5 caquis por dia ao natural ou em forma de suco (sem adoçar). Prepará-lo somente com mel, uma hora antes das refeições ou duas horas após.
O caqui é um alimento muito importante para a mulher durante a gravidez, em virtude de sua combinação perfeita de minerais e vitaminas. Ela terá uma fase tranquila durante o período de gestação, e o filho será verdadeiramente diferenciado se, desde o início da gravidez, a mulher habituar-se a ingerir, diariamente, uma colher de sopa de gergelim preto que pode ser misturado com sucos ou vitaminas. É importante saber que ele tem de ser triturado na hora.
Vitamina A: é indispensável à boa visão, conserva a saúde da pele, auxilia no crescimento, evita infecções, atua beneficamente no sistema nervoso e vias respiratórias e ajuda na formação do esmalte dos dentes. A complementação de vitamina A encontrada em remédios (sintética), além daquela consumida naturalmente, deve ser cuidadosamente acompanhada por um profissional da área médica, pois a superdosagem (excesso de vitamina A) pode causar sérios prejuízos a saúde. Os sintomas principais são: pele seca, perda de cabelos, pigmentação cutânea anormal, inapetência.
Vitamina B1: é um tônico cardíaco e regula a capacidade mental, é por isso que a falta dela diminui a capacidade mental (o álcool é o maior destruidor de vitamina B1 no nosso organismo); ajuda também a regular o sistema nervoso e digestivo.
Vitamina B2: é importante para o metabolismo e funções orgânicas do fígado e coração. O consumo é importante, pois evita distúrbios oculares como catarata e glaucoma (também em conjunto com as vitaminas A, B1, C e a celulose, todos encontrados no caqui); evita ainda a queda de cabelos.
Vitamina B5: atua no crescimento, no sistema nervoso e cerebral, mantém o bom desempenho do sitema digestivo, atua na circulação sanguínea, reduz o nível de colesterol do sangue, é necessária ao metabolismo das gorduras, proteínas e açúcar, combate o mau hálito, é necessária para o metabolismo do enxofre.
Vitamina C: indispensável aos ossos e gengivas. Auxilia na função glandular, combate infecções, fortalece o sistema imunológico, evita a formação de nitrosaminas (substância que causa câncer) etc.
Enfim, se você consumir essa fruta diariamente, muitas necessidades diárias de vitaminas, principalmente a A e outros nutrientes, serão supridas.

Fruta – Caqui
Classificado como:                                

Uma ideia sobre “Fruta – Caqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *