Arquivo da tag: preta

A história do Veludo

Nome da fruta – Veludo

Nome científico – Chomélia martiana Muell Arg.

Família botânica – Rubiaceae

Categoria

Origem – Brasil

Características da planta – arbusto armado de espinhos com até 6 metros de altura e ramos flexíveis. Tronco de casca fina e lisa. Folhas com pilosidade na parte inferior. Flores pequenas de coloração creme, aromáticas. Comestíveis também para a avifauna.

Fruto – Tipo drupa, globosa, superfície aveludada preta, polpa aquosa, adocicada envolvendo uma semente.

Frutificação – Verão

Propagação – Semente

A história do veludo

O veludo é fruto que se reveste de pêlos e de modéstia. Árvore simples e pequena, que raramente alcança mais de 8 metros de altura, tem na precisão do nome sua maior peculiaridade. As folhas, de um verde pálido, são aveludadas. Os frutos, de um verde que vai ganhando uma coloração creme ou então vermelha e depois negra, à medida que amadurecem, também são completamente cobertos de finos pêlos. Docinho, porém de pouca polpa, são comidos avidamente pelas aves, que disseminam com afinco sua única semente, de fácil germinação.

Os homens pouco se interessam pelo veludo, a não ser para utilização da madeira fácil de trabalhar de seu tronco curto e fino: os caules são tão finos que dobram sobre o próprio peso.

A planta, no conjunto, tem também qualidades ornamentais. Mas, mesmo nisso, a modéstia permanece como sua principal característica. Pelo tamanho reduzido do veludo, serve para arborizar ruas e canteiros no lugar de árvores mais frondosas, sendo também apropriada para locais nas proximidades de redes elétricas.

Frequente à beira dos rios, nas matas ciliares, encontra-se principalmente nas zonas de transição entre Mata Atlântica e o Cerrado. Da família das Rubiáceas, o veludo é parente esquecido de um fruto muito famoso e cobiçado: o café.

Fonte: Livro Frutas Brasil Frutas

Fruta – Groselha

Nome da fruta: Groselha

Nome científico: Ribes nigrum L.

Família: Glossulariaceae

Categoria: Ácida

Existem duas variedades desta fruta: a groselha preta e a vermelha, cujo valor nutricional é semelhante.
A groselha possui as vitaminas A, B2, B6, C e E. Sais minerais: cálcio, fósforo, ferro, enxofre, magnésio, cloro e sódio, além de proteínas.
A presença de ácido oláxico prejudica um pouco a absorção dos seus nutrientes pelo nosso organismo.
É indicada para os diabéticos, mantém a elasticidade e a resistência dos vasos sanguíneos, ajuda a prevenir constipações e infecções intestinais e da pele; funciona como fortalecedor das gengivas.
Em 100 gramas de groselha preta há 180 mg de vitamina C, enquanto na vermelha há 30 gramas, sendo esta a maior diferença entre as duas.

Medicina popular, indicações para a groselha

Gota

Tomar de 2 a 3 copos do suco por dia ou comer a groselha preta ao natural.

Tumores

Aplicar sobre o tumor cataplasma das folhas trituradas e cobrir com argila medicinal. No preparo da argila, faça-o com o chá das folhas da groselha.

Erisipela

Tomar o suco de groselha vermelha, de 2 a 3 copos por dia. O primeiro copo pela manhã em total jejum

Fonte: Livro As 50 Frutas e seus Poderes medicinais

Fruta – Ameixa

Nome: Ameixa
Nome científico: Prunus Domestica
Família: Rosaceae
Categoria: Semiácida
Temos conhecimento de quatro variedades de ameixa, que são: amarela, branca, vermelha e preta. Seu valor calórico em 100 gramas é: 89, 65, 53 e 42, respectivamente. As ameixas possuem carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas A, B1, B2, B5 e C. Sais minerais: potássio 205 mg em 100 gramas, além de fósforo, cálcio, sódio, magnésio, silício e ferro. A fruta também possui hormônios femininos. Fibras (pectina).
A ameixa é laxante, anti-inflamatória, diurética, depurativa, alcalinizante e desintoxicante.
A fruta é ótima para combater hemorroidas, artrite, gota, reumatismo e nefrite (fruto ao natural como alimento), bem como o colesterol.
A ameixa fresca irriga o cérebro, melhora os sintomas da hipocondria. Para inflamações urinárias é melhor utilizar as ameixas-pretas.
Quando seca, aumenta a capacidade energética porque passa a conter 50% de açúcares.
Fonte: Livro As 50 Frutas e Seus Benefícios Medicinais